Cria Saudável

Conexão certa com a pecuária do futuro.


Manejo de maternidade: vaca bem cuidada é sinônimo de bezerro saudável

Matheus Marinho | Elanco Saúde Animal

Obter melhor desempenho e controle durante o período de gestação, evitando que vacas prenhas fiquem expostas a doenças e demais complicações. Esses são alguns benefícios assegurados para quem utiliza, de forma estratégica, o manejo de maternidade. O protocolo garante bem-estar ao animal e condições para gerar bezerros mais saudáveis. 

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, o manejo de maternidade não inicia com o nascimento do bezerro, mas sim quando há a preparação da matriz para emprenhar durante a estação de monta. Já o término desse protocolo será após o nascimento da cria, quando o bezerro já se encontra com umbigo cicatrizado. O manejo de maternidade é essencial para ações mais assertivas no período de gestação e nascimento dos bezerros.

Além do registro de dados na propriedade, os manejos de maternidade garantem ainda a desinfecção e a cicatrização correta do umbigo. Eles fornecem também a proteção adequada contra as demais enfermidades que possam impactar no desempenho produtivo do animal. Sendo assim, proporciona condições necessárias para se obter o resultado desejado na colheita de um bezerro com 50% do peso da mãe ao desmame, objetivo bastante almejado pelas fazendas de cria do Brasil.


Vacinas devem ser aplicadas durante o manejo de maternidade

As vacinas também têm papel importante durante o manejo de maternidade. Ao serem imunizadas corretamente, as vacas serão capazes de produzir um colostro de boa qualidade. Dessa maneira, transmitirão a imunidade necessária e ideal para o desenvolvimento do bezerro. As principais vacinas utilizadas nesta etapa são as que conferem proteção contra agentes causadores da diarreia neonatal (como a E. coli e a Salmonella dublin), pneumonias (IBR, BVD, Pasteurella multocida e Mannhemia haemolytica) e doenças clostridiais (Carbúnculo Sintomático, Enterotoxemia e outras).

A Elanco conta com a Bayovac® Respiratória RD em seu portfólio, vacina que pode ser aplicada nas matrizes no terço final da gestação e vai ajudar a proteger o bezerro contra os principais agentes causadores de diarreias e pneumonias.


O que não pode faltar na estrutura do manejo de maternidade?

Uma estrutura adequada de piquete será essencial para um manejo de maternidade eficiente. Isso porque ela deve oferecer toda tranquilidade para um bom parto. Assim, é indispensável que o ambiente seja limpo, seco, arejado, com boa drenagem. Ele precisa ainda ser seguro para que esse protocolo seja desenvolvido sem riscos de acidente. Sombra, água fresca e comida na quantidade suficiente e para todos os animais são sempre bem-vindas. Além disso, é importante a fazenda contar com uma estrutura de contenção para o bezerro que proteja os colaboradores e que permita a realização das principais tarefas do manejo do recém-nascido: aferição do peso, identificação, cura do umbigo e aplicação de medicamentos.

Essas ações podem ser realizadas de forma ainda mais assertiva quando o piquete de maternidade fica instalado o mais próximo possível da casa do funcionário responsável. Dessa forma, o materneiro poderá agir com mais rapidez caso surja alguma intercorrência.

Então lembre-se: para se produzir um bezerro saudável e rentável é importante ter uma vaca bem tratada, em um ambiente que permita um bom manejo durante a gestação e parto, e que traga segurança e conforto a todos os envolvidos: pessoas e animais. Investir no manejo de maternidade vai garantir mais lucratividade para a sua fazenda no futuro. Vale a pena!


PM-BR-21-0442

Siga a Elanco


Elanco e o logo em barra diagonal são marcas da Elanco e suas afiliadas ©️2021. Todos os direitos reservados. EM-BR-21-0079